Google+ Followers

quarta-feira, 5 de maio de 2010

TMS

Não posso deixar de publicar esta notícia na integra que obtive através dum alerta na Google.
Haverá muitos cépticos quanto a este método. Pessoalmente sempre pensei que seria mais fácil o cérebro ser estimulado dum método destes do que através das substâncias químicas. Estejanmos atentos poderá surgir a possibiliadade de melhoria para algumas pessoas. A esperança terá que ser sempre a última a morrer...
Google Notícias Impulsos elétricos em zona cerebral podem curar depressão


(AFP) – Há 21 horas
WASHIGNTON — Impulsos elétricos diários durante um certo período, dirigido a uma zona particular do cérebro, podem curar pessoas que sofrem de depressão, inclusive as que tenham testado sem sucesso vários antidepressivos, confirmou um estudo clínico publicado nesta semana.

A FDA, a agência americana de controle de medicamentos, permitiu a comercialização desse tratatamento denominado "estimulação magnética transcranial" o TMS (sigla em inglês), em 2008, com base em dados proporcionados pela firma que o desenvolveu.
Apesar disso, muitos médicos mantêm-se céticos quanto à verdadeira eficácia da TMS.
"O estudo deverá ajudar a encerrar o debate sobre se a TMS funciona para tratar a depressão", observou o dr. Mark George, do Centro Médico Universitário da Carolina do Sul (sudeste), principal autor do estudo difundido na edição de maio da Archives of General Psychiatry.
"Podemos agora continuar trabalhando para melhorar a TMS e desenvolver uma nova classe de tratamentos mediante estimulação elétrica para outros problemas psiquiátricos", acrescentou.
O tratamento tem por objetivo reativar circuitos cerebrais que regulam o humor visando à parte alta do lado esquerdo do cérebro, com uma bobina eletromagnética que emite 3.000 impulsos durante uma sessão de 37,5 minutos.
Estes cuidados podem ser administrados de forma segura no consultório de um médico, com poucos efeitos secundários, ao contrário das estimulações do cérebro mais intensas como os eletrochoques.
Os pesquisadores estudaram 190 pacientes, tratando a metade com o TMS e a outra metade com uma TMS simulada, diariamente, por 37,5 minutos durante três semanas.
Ao final desse período, 14% dos participantes que receberam o tratamento havia superado sua depressão, comparado com os 5% do outro grupo.
Os pacientes em ambos os grupos informaram, no geral, efeitos colaterais como dor de cabeça e contrações oculares.
Em uma segunda fase, todos os pacientes foram tratado com uma TMS. Trinta por cento saíram da depressão.
Copyright © 2010 AFP. Todos os direitos reservados. Mais »

Seguidores

Livros cuja leitura recomendo

  • Sexo e Amor, de Francesco Alberoni, Bertrand Editora
  • Recriar o Seu Ser, Neale Donald Walsch
  • O Profeta, Khalil Gibran
  • O Poder do Agora, Eckhart Tolle, Pergaminho
  • O Feminino Reencontrado, de Nathalie Durel, Ariana Editora
  • O Cavaleiro da Armadura Enferrujada, de Robert Fisher, Editorial Presença
  • O Caminho Menos Percorrido, de M. Scott PecK, colecção xix
  • As Vozes de Marraquexe, Elias Canetti

Depressão - quando como porquê...

A criação deste Blog advém de, ao longo de vários anos, ter percepcionado que em Portugal esta doença é quase tabu; envolvida pela vergonha de quem padece e pelo desconhecimento político da sua real dimensão e implicações, bem como das respostas existentes para o seu tratamento... Apenas pretendo abrir um espaço para a interrogação a denúncia a informação... Talvez dessa troca de ideias resulte benefício para alguém ( doente, familiar, amigo... ) como, por exemplo, a identificação do seu sofrimento, o início da compreensão e da aceitação da depressão como doença, um incentivo para a procura de mais conhecimentos, um incentivo para predir ajuda na sua cura ou na melhor qualidade de vida, ou o renovar da esperança perdida... Bem hajam! os que quiserem e não tiverem medo ou vergonhar de comentar: criticar, sugerir, informar, questionar, contar, interrogar-se, lamentar-se...