Google+ Followers

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Assim hoje vou descansar

Desde que foi diagnosticada  a doença ( reafirmo que ela é de momento anterior) tenho procurado ler o máximo que encontro sobre a doença, livros, depoimentos, blogues... ensaios médicos etc.
Tomo medicação psiquiátrica e faço terapia.
Muitas vezes me pergunto se com tudo isso melhorei alguma coisa nestes quase vinte anos... Não sei dizer porque quando faço alguma conquista na terapia parece que logo a seguir descubro a existência de um problema novo... E quanto à medicação estou tão dependente dela que nem sei se a tomo para a depressão ou se porque o organismo carece que lhe sustente o vício adquirido.

Vejo com muita frequência os crentes agarrarem-se de tal modo à fé que isso os ajuda e recomendam aos demais, mas para mim não serve porque não acredito...
Recentemente li um depoimento de alguém que dizia que se agarrava aos sonhos, que idealizava planos para melhorar o mundo e o recomendava aos outros.
Também pensei, isto para mim não serve porque eu faço terapia para ver a realidade e viver nela, porque sonhava excessivamente e vivia na ilusão e depois tinha enormes frustrações...

Sei apenas que combater a depressão crónica, eu gosto mais da expressão viver com depressão, é um processo para sempre e a todo o instante e que se tem se modificar continuamente porque também é assim a vida, mesmo sem doença...

Quando desespero descanso e ás vezes fico uma eternidade sem retomar o passo a passo, também já não corro, apenas desejo não ser eu a decidir parar....assim hoje, vou descansar.

Seguidores

Livros cuja leitura recomendo

  • Sexo e Amor, de Francesco Alberoni, Bertrand Editora
  • Recriar o Seu Ser, Neale Donald Walsch
  • O Profeta, Khalil Gibran
  • O Poder do Agora, Eckhart Tolle, Pergaminho
  • O Feminino Reencontrado, de Nathalie Durel, Ariana Editora
  • O Cavaleiro da Armadura Enferrujada, de Robert Fisher, Editorial Presença
  • O Caminho Menos Percorrido, de M. Scott PecK, colecção xix
  • As Vozes de Marraquexe, Elias Canetti

Depressão - quando como porquê...

A criação deste Blog advém de, ao longo de vários anos, ter percepcionado que em Portugal esta doença é quase tabu; envolvida pela vergonha de quem padece e pelo desconhecimento político da sua real dimensão e implicações, bem como das respostas existentes para o seu tratamento... Apenas pretendo abrir um espaço para a interrogação a denúncia a informação... Talvez dessa troca de ideias resulte benefício para alguém ( doente, familiar, amigo... ) como, por exemplo, a identificação do seu sofrimento, o início da compreensão e da aceitação da depressão como doença, um incentivo para a procura de mais conhecimentos, um incentivo para predir ajuda na sua cura ou na melhor qualidade de vida, ou o renovar da esperança perdida... Bem hajam! os que quiserem e não tiverem medo ou vergonhar de comentar: criticar, sugerir, informar, questionar, contar, interrogar-se, lamentar-se...